Seguindo a filosofia

Stan+Kroenke

Stan Kroenke, Jeff Fisher e Kevin Demoff .

Depois da temporada de 2011 pífia com 2 vitórias apenas o dono do Rams Stan Kroenke se tocou que tinha que mudar as coisas radicalmente, e partiu do principio de ter um time sólido e jovem  pelo Draft. A primeira coisa que fez foi arrumar a casa para receber os novatos então mandou todo mundo embora e contratou Jeff Fisher este por sinal escolheu quase todo Front Office de sua confiança e que tinham em mente a filosofia que Kroenke queria implantar, Les  Snead e Kevin Demoff são alguns exemplos.

Voltei a essa historinha de filosofia justamente para explicar a atual situação do Rams, muitos estão sem entender porque tanta gente foi embora e não se contratou peças para repor, nossos rivais de divisão trouxeram nomes de peso assim como o campeão da NFC San Francisco 49ers que  adquiriram o  Wide Receiver Anquan Boldin, 33 anos, de Baltimore o Seattle que trocou sua escolha de primeiro round com o Minnesota pelo playmaker Percy Harvin, o cardinal contratou um caminhão de gente.

Mas e o nosso Rams? Pois é, estamos construindo uma franquia em longo prazo e não estamos desesperados no Free Agents, mais implantar essa filosofia é algo que requer paciência, uma virtude que o torcedor não tem e nem pensa em ter, mesmo entendo a situação e supondo que Fisher, Snead e Demoff sabem o que estão fazendo. Eles têm crédito pelo excelente draft e a recuperação imediata que tivemos em 2012 com 7 vitórias, 8 derrotas e um empate, a ideia era se reorganizar mas a equipe superou as expectativas no primeiro ano de uma reestruturação.

O problema é que a boa campanha acabou criando um oba-oba sobre a temporada de 2013, muitos já estão pensando em playoffs vindo do wild-card para os mais otimistas, creio que uma temporada de mais vitórias do que derrotas já será outro degrau conquistado.

Eu entendo perfeitamente o que esta acontecendo com a franquia, sou defensor da filosofia e vejo coisas melhores no futuro, nossos antigo GM Billy Devaney e HC Steve Spagnuolo contratou um monte de veteranos no free agents e não fomos para os playoffs com uma campanha de 7 vitorias e 9 derrotas em 2010, e o time virou um “lixão” de jogadores machucados, cansados e fim de carreira, além dos desastres nos drafts resultando na fatídica campanha de 2011 já mencionada. Justificando as ações de Snead, Fisher e Demoff que não estão reforçando o time com veteranos para dar deixar o time já pronto em 2013 e fazem isso com todo aval de Kroenke que os trouxe para justamente implantar a tal filosofia tão falada nesse texto, que é dedicada na elaboração e desenvolvimento de jogadores jovens vindo do draft.  Mas acho que Fisher poderia ser mais atencioso em 2 aspectos:

1- Até quando Bradford vai lançar para as nuvens? US $ 50 milhões de dólares garantidos para um QB que tem um grande potencial… mas ainda não justificou tal investimento, com a adição do Tackle Jake Long se juntando ao Center Scott Wells as coisas podem melhorar, ele será bem mais protegido. Quem irá receber seus lançamentos? Danny Amendola se foi, assinando um contrato de cinco anos por US $ 31 milhões de dólares com os Patriots, Brandon Gibson também meteu o pé e ainda disse que não fará falta, os dois combinam 114 recepções para 1367 jardas e oito Touchdown na temporada passada. No Roster de Wide Receiver hoje temos: Austin Pettis, Chris Givens, Brian Quick, Nick Johnson e Raymond Radaway, ninguém com nome expressivo por enquanto ou com experiência. Que tal um WR carimbado para ajuda-los? Já que a posição requer não só talento, mas também experiência para vingar na NFL. Não estamos tão fechados a contratar no Free Agents, pegamos o Tackle Long e o Tight End Jared Cook que tem o tamanho e velocidade excepcional e um enorme potencial. Essas foram as duas únicas adições no FA e os dois se encaixam no plano inicial, ambos são jovens, Cook tem 26 anos, Long é um pouco mais velho se comparado aos outros jogadores: Bradford tem 25, Pead, Richardson e Givens 23, Quick quase 24, Pettis e Lance Kendricks têm 25.

jared-cook

TE Jared Cook

2- Já que Steven Jackson se foi deixando a lembrança de 1,000 jardas consecutivas em oito anos e 13,459 jardas combinadas entre corridas e passes, ele assinou com o Super Bowl contender Falcons e nos deixou no roster de Running Back com Daryl Richardson, Isaiah Pead e Terrance Gannaway, o Free Agents Ahmad Bradshaw não seria uma má ideia, ele tem apenas 26 anos o que não deixa o Rams sair do foco, terminou 2012 com mais de 1000 jardas mesmo dividindo carries e ainda não fechou com nenhum time, ele pode trazer alguma experiência para os três jovens que estão indo para segunda temporada na NFL, juntos eles somam 529 jardas.

Tenho apenas essas duas observações a fazer sobre este inicio de temporada em 2013.

O Rams tinha equipe mais jovem da NFL em 2012 e já deu algum trabalho dentro da divisão, manteve o foco, melhorou o time através do Draft, esta acrescentando jovens talentos também no Free Agents e evitar pegar veteranos para dar um upgrade no time em curto prazo, Fisher, Snead e Demoff são inflexíveis sobre o princípio adotado e vão cuidar dos jovens talentos, treinando e vendo crescerem. Eu só espero que pensando nisso eles adicionem ao elenco jogadores playmakers que possam realmente levantar a franquia com duas escolhas na primeira rodada em cada um dos próximos dois drafts. E se o plano falhar pelo menos tentaram.

draft 2012

Anúncios

2 comentários sobre “Seguindo a filosofia

  1. Pingback: EYES ON TURF #1 – A SAÍDA DO SJ39 | Blog Rams Brasil

O que achou do texto?Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s